quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Antiandrógenos

 Um dos pilares da terapia hormonal para transexuais é o uso da substância citada no título: os antiandrógenos. Eles tem o papel de diminuir os hormônios masculinos produzidos pelos testículos, colocando o nível de testosterona dentro dos padrões de uma mulher, permitindo assim que o estradiol que vc tomar, aja melhor. Duas opções são as mais usadas: Aldactone ( que é o nome de marca, a substância e a Espironolactona), e o Androcur ( também é o nome da marca, o princípio ativo é o acetato de ciproterona).
O Aldactone foi feito originalmente para diminuir a pressão, sendo um diurético. Entretanto é amplamente usado por endocrinologistas por ter o efeito secundário de diminuir a testosterona.
Também é usado por dermatologistas, com este mesmo propósito, para tratar a acne induzida por androgênios em excesso, além do hirsutismo em mulheres.
Alguns ginecologistas
também utilizam o aldactone para mulheres com síndrome dos ovários policísticos.
-
Assim, embora sua ação principal seja sim diurética, o efeito secundário de diminuir a testosterona tem sido aproveitado pela comunidade médica em vários tipos de condições não ligadas a hipertensão, sendo visto como mais do que uma droga específica só pra essa finalidade diurética, portanto.
Ele age de várias formas:

-inibindo algumas enzimas relacionadas a síntese de androgênios.
-bloqueia a dht ligando-se a receptores de androgênios na pele
-compete e reduz a atividade da 5alfa redutase, que é responsável pela transformação da testosterona em diidrotestosterona.
-Eleva a SHBG.


Como já foi falado vc tem que tomar algumas precauções, por exemplo, evitá-lo se vc tem a pressão baixa.
Deve também diminuir a ingesta de potássio.

Já a ciproterona é um produto sintético que apresenta estrutura semelhante à dos hormônios sexuais naturais. Pode ser considerado como derivado da 17-alfa-hidroxiprogesterona. Na forma de acetato é potente antagonista de androgênios. Possui também atividade progestacional e suprime a secreção de gonadotrofinas. Atua como antagonista competitivo da diidrotestosterona pela sua ligação ao receptor androgênico. A ação terapêutica da Ciproterona resulta da inibição da produção de testosterona e da interferência na ação androgênica. Ciproterona é indicada no tratamento do hirsutismo intenso, alopécia androgênica grave, nas formas graves de acne e seborréia nas mulheres. Ciproterona ainda é usada no tratamento do câncer da próstata e para controlar a libido na hipersexualidade severa ou no desvio sexual em homens adultos.
Ambos os medicamentos reduzem a testosterona. Eles diferem entre si no quadro de efeitos colaterais, e na dosagem necessária para cada um.

3 comentários:

  1. gostei e uso todos eles to gostando dos resultados estao ficando ótimos.bjos

    ResponderExcluir
  2. Oiii adorei o blog. Eu gostaria muito de poder ter orientacoes de vcs trans sexuais, . Eu sou mulher ( nao sou transex), porem nao tenho seios, nao aguento mais , comecei a tomar o perlutan e vou associar com o elamax diario pois o estrofem ta muito caro , tenho medo dos efeitos que possa ocorrer no meu corpo. no mes que vem vou associar isso com perlutan de 15 em 15 dias como nao sou geneticamente homem nao estou tomando antiandrogeno, é o que eu tenho lido e entendido nos blogs . Gostaria muito te ter
    indicacoes de voces que sao mais informadas do assunto.
    Por favor me ajudem no que puderem , pois com ou sem ajuda eu vou fazer terapia hormonal me adicionem no facebook milena chaves ufv .obrigada

    ResponderExcluir
  3. Olá gostaria de saber o porque da combinação de aldactone + finasterida ?
    Aldactone tem o efeito antiandrogeno., Porem a finsterida não e antiandrogeno.
    Por gentileza gostaria de uma explicação mais detalhada se possível por email : raphaely_drumont@yahoo.com.br

    ResponderExcluir